31 de out de 2011

Biblioteca do TSE receberá certificação ISO 9001


Fonte: Agencia de Noticias da Justiça Eleitoral. Data: 27/10/2011.

URL: http://agencia.tse.gov.br/sadAdmAgencia/noticiaSearch.do?acao=get&id=1435523

A Biblioteca do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) receberá a certificação ISO 9001 por seu trabalho na área de atendimento. A recomendação foi feita pelo Instituto Falcão Bauer da Qualidade, nesta terça-feira (25), após realização de uma auditoria externa. O instituto não encontrou falhas na área de referência.

Para conquistar a certificação, todos os processos de trabalho foram mapeados e as instruções de trabalho detalhadas. Além disso, as solicitações de pesquisa bibliográfica passaram a ser 100% registradas no sistema Máxximo, agora classificadas por assunto. Isso viabilizou um maior controle deste processo e agilizou o atendimento das solicitações, uma vez que cada membro da equipe é responsável por um assunto diferente.

Durante a última reunião da auditoria, realizada nesta terça-feira (25), o auditor Walter Segond apresentou suas observações indicando alguns acertos e pontos que podem ser melhorados. Entre os pontos positivos, está o controle de processos terceirizados, como, por exemplo, a gestão do Aleph – sistema de gerenciamento e automação de bibliotecas utilizado pela Justiça Eleitoral –, que é atualizado constantemente.

Quanto às oportunidades de melhoria destacam-se: determinar a interação entre o processo dos produtos do escopo e daqueles executados por outras áreas; ampliar os requisitos relacionados aos produtos; e buscar a interação entre os objetivos da Qualidade e do TSE; dentre outras.

Diante do relatório apresentado pelo auditor, a diretora-geral do TSE, Patrícia Landi, parabenizou todas as equipes envolvidas no projeto e lembrou que sempre existirão oportunidades de melhoria. “Esse é o caminho para a busca da excelência. E, como servidores públicos, estamos aqui para buscar o melhor para o cidadão” enfatizou.

As atividades com o objetivo de alcançar a certificação foram iniciadas em fevereiro passado. Antes da certificação, foi realizada uma auditoria interna, em setembro, e uma pré-auditoria externa, nos dias 10 e 11 de outubro. A auditoria externa do Instituto Falcão Bauer da Qualidade ocorreu nos dias 24 e 25 de outubro.

Desde fevereiro, algumas mudanças foram implementadas. Segundo Diana Palhano, uma das responsáveis pelo projeto na Biblioteca, o grande avanço foi a publicação de uma instrução normativa que implementou uma cultura educativa e colaborativa no processo de empréstimo e devolução de obras do acervo.

“A instrução não visa, especificamente, a estabelecer penalidades àqueles que não devolvem os livros no prazo. Mas se um usuário atrasa, acaba prejudicando outros colegas que precisam da obra”, afirmou.

Algumas metas também foram definidas, como por exemplo o índice mínimo de 95% de satisfação nas pesquisas com os usuários e atendimento das solicitações de pesquisas bibliográficas em até oito horas.

Na opinião de Télia Maria Silva, servidora da Biblioteca, ter um certificado ISO é importante, pois torna a instituição referência em Direito Eleitoral. “Atualmente somos a única Biblioteca do Distrito Federal com certificação. É o reconhecimento de um árduo trabalho. A certificação mostra que estamos cada vez mais qualificados, e nos faz sentir valorizados. Isso vai impactar a todos que terão um atendimento cada vez melhor e, assim, todos ganham: servidores e usuários da Biblioteca”, disse.

28 de out de 2011

29 de outubro: Dia Nacional do Livro

O dia 29 de outubro foi escolhido como Dia Nacional do Livro em homenagem à fundação da Biblioteca Nacional, em 1810. Só na década de 1930, houve um crescimento editorial no Brasil, após a fundação da Companhia Editora Nacional, pelo escritor Monteiro Lobato, em outubro de 1925.
Vamos comemorar!

Biblioteca Municipal do Seixal promove serão de Halloween para jovens

Fonte: Rostos.PT Data: 28/10/2011.
URL: www.rostos.pt/inicio2.asp?cronica=96009&mostra=2&seccao=moldura&titulo=Biblioteca-Municipal-do-Seixal-Prom
A Biblioteca Municipal do Seixal promove do sábado, dia 29 de Outubro, a 3ª edição do By Night - Serão na Biblioteca, integrada nas comemorações do Halloween.
Com início marcado para as 21 horas, os jovens com idades compreendidas entre os 13 e os 18 anos, vão poder passar o serão de sábado, na Biblioteca Municipal, num contexto invulgar, com actividades a decorrer até à meia-noite, do dia 30 de Outubro, domingo.
O By Night tem como objectivo promover a leitura através da dinamização de um conjunto de actividades lúdicas, que personalizem e diversifiquem os serviços da Biblioteca, aproximando desta forma o público juvenil da leitura.
A temática proposta para este ano é a Idade Média e como fonte de inspiração a leitura do livro de Joan D. Vinge “Lady Hawke – A Mulher Falcão”.
O livro relata a maldição lançada a um jovem casal de namorados, transformando a linda rapariga (Lady Isabeau) num falcão que sobrevoaria os ares de Áquila e ao cavaleiro (Etienne Navarre) num gigante lobo negro que percorreria a floresta durante a noite, condenados a viver nos descampados, “sempre juntos, e eternamente separados”, nunca se tocando na forma humana, podendo vislumbrar-se por breves segundos ao sol nascente ou ao ocaso.
As inscrições encontram-se a decorrer no Espaço Jovem da Biblioteca Municipal até ao dia 28 de Outubro. No acto da inscrição os interessados deverão apresentar o B.I. ou o Cartão de Cidadão. No caso de os participantes terem menos de 18 anos, as fichas de inscrição deverão ser assinadas pelos pais/encarregados de educação, só assim serão válidas.
Inscrições através do número de telefone 210 976 100 ou pelo e-mail paula.salema@cm-seixal.pt

Livros sobre comunicação para download

O Departamento de Comunicação e Artes da Universidade da Beira, de Portugal, disponibilizou para download legal e gratuito cerca de 100 livros sobre comunicação no formato PDF. A maior parte dos livros são publicações do ano de 2010 e 2011.
Maiores detalhes no URL: www.livroslabcom.ubi.pt/coleccoes.php

Biblioteca Universitária da UNILAB amplia acervos e serviços

Fonte: Portal Vermelho. Data: 27/10/2011.
URL: http://www.vermelho.org.br/ce/noticia.php?id_noticia=167287&id_secao=61
Inaugurada em 29 de julho passado, data em que a Universidade também comemorou um ano de criação, a BU, apesar de recém-criada, já possui cerca de quatro mil livros e mais três mil estão sendo processados. Além disto, um total de R$ 1 milhão serão investidos na aquisição de 13 mil novos documentos, que incluem livros, filmes, material de pesquisa e documentos em geral
Coordenada pela professora Fátima Portela, que conta ainda com uma equipe formada pelo bibliotecário Jefferson Leite e a arquivista Ione dos Santos, a BU funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 20h, sem intervalos e, aos sábados, das 10h às 14h. Além do empréstimo de livros, a comunidade acadêmica também recebe orientação e treinamento em serviços como busca em base de dados, portal de periódicos da Capes, elaboração de Currículo Lattes, memorial e portfólio, e normalização de trabalhos, mediante agendamento prévio
O acesso à internet também pode ser feito através dos computadores disponíveis no local que, em breve, ganhará mais dez leitores de texto. “Com estes novos equipamentos, muitos dos nossos estudantes que não possuem um computador poderão levar um leitor emprestado e ter acesso a vídeos e livros em PDF em sua casa, além de poder fazer pesquisas na internet”, explica a coordenadora da BU.
“Somos uma universidade muito jovem, mas, nossa biblioteca já é rica”, diz Fátima Portela, afirmando que a bibliografia básica hoje disponível já está além do exigido pelo INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), que hoje tem conceitos variando de 1 a 5, no máximo.
O conceito 5 é quando o acervo atende aos programas das disciplinas dos dois primeiros anos do curso, na proporção de um exemplar para até seis alunos por turma, referentes aos títulos indicados na bibliografia básica (mínimo de 3 bibliografias) e está atualizado e tombado junto ao patrimônio da instituição de ensino superior.
“Ao assumir a coordenação e saber da verba disponível para o acervo básico e complementar da biblioteca, solicitei aumentar a indicação de cinco exemplares para dez das novas obras solicitadas para compra, além de pedir aos professores para fazerem nova solicitação de mais dez exemplares da bibliografia básica já existente na biblioteca”, afirma a coordenadora.
Assim, com a aquisição de novos livros numa primeira etapa estimada em mais de R$ 600 mil, a BU se prepara para a avaliação do INEP com uma proporção muito boa em uma média de 1 livro para cada 3 alunos de modo a atingir com segurança o conceito máximo, 5, neste item.
E, para facilitar o acesso dos usuários, em breve estará sendo implantado o sistema eletrônico de empréstimos, com auto-atendimento integrado, através da colocação de catracas eletrônicas de entrada e saída. Dessa forma, segundo Fátima Portela, os servidores da biblioteca poderão se dedicar a outros serviços além do atendimento para empréstimo de livros.
"Nosso objetivo é tirar da biblioteca essa característica geral de ser um lugar que só empresta livros. Queremos ser um laboratório de ensino, pesquisa e extensão, um celeiro de ideias, um lugar de discussão dos assuntos, para tirar dúvidas e obter informações de qualidade, com autonomia para escrever um artigo, resenha ou projeto de pesquisa. Assim, tornaremos os nossos leitores mais autônomos no seu processo de aquisição de conhecimentos”.
Fátima Portela salienta que a BU trabalha com base no ensino, procurando ver o que os professores estão lecionando para saber como ajudar neste processo; na pesquisa e a extensão, através da parceria com o Observatório da Educação do Maciço de Baturité, onde está como pesquisadora; e na administração, observando como contribuir com as rotinas.
Segundo Fátima, entre outros serviços que a BU está disponibilizando para a comunidade acadêmica, podem ser destacados a sugestão de bibliografias para diversas pesquisas, e o DSI (Disseminação Seletiva de Informação), que é repassada na quantidade, qualidade, formato e tempo adequados, através de e-mails para grupos diferenciados de usuários, de acordo com sua área de conhecimento. Além destes, existem também os boletins de alerta, que mostram as novidades de cada área, a exemplo de editais, projetos etc.
Empolgada com o trabalho, a coordenadora adianta ainda que, brevemente, realizará o projeto “Autores na Biblioteca” que, como o nome já diz, pretende trazer um escritor, mensalmente, para conversar com a comunidade acadêmica na BU. O primeiro nome será o da renomada escritora cearense Ana Miranda. Outra novidade é a realização da Semana do Livro, na segunda quinzena de novembro.
Ela explicou ainda que, apesar de jovem, a BU da Unilab já é tema de uma pesquisa feita pela professora Adriana Nóbrega da Silva, da UFC-Cariri, intitulada “Gestão da BU da Unilab”, para sua dissertação de Mestrado na Universidade Federal da Paraíba.

Biblioteca do Colégio Sion celebra Dia Nacional do Livro com acervo de mais de 34 mil títulos

Fonte: Portal Nacional de Seguros. Data: 28/10/2011.
URL: www.segs.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=54075:-biblioteca-do-colegio-sion-celebra-dia-nacional-do-livro-2910-com-acervo-de-mais-de-34-mil-titulos&catid=50:cat-demais&Itemid=331
Com 42 anos de tradição, a Biblioteca do Colégio Sion [São Paulo, SP] contabiliza acervo de 34.346 livros, entre literatura brasileira, internacional, adulta, juvenil e infantil. O local conta com periódicos, DVDs e gibis disponíveis para alunos, ex-alunos, professores e estudantes de o outras instituições por meio de um arquivo constantemente atualizado e organizado. O objetivo é ajudar na formação dos estudantes e no incentivo a leitura, inclusive da literatura brasileira que celebra o Dia Nacional do Livro neste sábado (29/10).
Segundo a bibliotecária Márcia Gasparian Aureli, responsável por organizar e administrar a biblioteca do Sion desde a fundação, há 42 anos, o material sempre é atualizado e, mesmo com algumas obras disponíveis na internet, a média mensal de empréstimos é de 1.400 livros, para os mil alunos do Colégio, de todas as séries. "As atualizações são diárias porque sempre compramos os livros solicitados pelos alunos e professores e também recebemos muito material de doação e divulgação das editoras," afirma Márcia.
O acervo conta com DVDs de filmes e didáticos, gibis e atualização constante dos periódicos, como jornais diários e revistas semanais e mensais. As obras preferidas são os best sellers de ficção e romance. Porém, os livros didáticos e paradidáticos são os mais procurados para consulta principalmente nos intervalos das aulas. Em 2011, os títulos mais solicitados foram da coleção de livros de Rick Riordan: Mar de monstros, Pirâmide Vermelha e Ladrão de raios.
Além de estar disponível para os alunos do colégio, a biblioteca está aberta para estudantes de outras instituições, principalmente do bairro de Higienópolis, onde a escola está localizada. Para efetuar o cadastro e ter acesso ao local, é necessário levar duas fotos 3 x 4 e comprovante de endereço.
Obras preferidas por faixa etária
Ensino Fundamental I: Neste ano, os livros preferidos são Zac Power, Querido Diário Otário, Diário de um Banana, Club Penguin, Go Girl, Clube da Tiara e Pérola.  Nesta fase, há livros bonitos, chamativos, alegres de autores brasileiros como Ruth Rocha, Ziraldo, Pedro Bandeira, Eva Furnari, entre outros.
Ensino Fundamental II: Os pré-adolescentes gostam das histórias de Harry Potter, Crônicas de Nárnia, Lenda dos Guardiões, Judy Moody, Capitão Cueca, a série de livros de Rick Riorda e os títulos da autora Meg Cabot. Além disso, os professores solicitam muito a leitura de literatura brasileira.
Ensino médio: Os jovens gostam da série de livros de Meg Cabot, os livros da autora Soiphie Kinsella e da Marian Keyes, obras de Stieg Larson, Stephanie Meyer, Labirinto, Beijada por um anjo. Como estão em fase de preparo para o vestibular, os pedidos de obras nacionais são concentrados nos autores brasileiros exigidos nas provas e exames.

27 de out de 2011

Biblioteca do Ministério da Agricultura tem um dos maiores acervos especializados


 Fonte: Revista Globo Rural. Data: 26/10/2011.

URL: http://revistagloborural.globo.com/Revista/Common/0,,EMI275396-18078,00-BIBLIOTECA+DO+MINISTERIO+DA+AGRICULTURA+TEM+UM+DOS+MAIORES+ACERVOS+ESPECIAL.html

Local reúne 400 mil exemplares, entre livros, revistas, vídeos, CD-ROM e legislações

Biblioteca possui o primeiro relatório do Ministério da Agricultura, escrito em 1862

Com prateleiras lotadas de documentos históricos, coleções de publicações, acervo de livros técnicos e até romances, a Biblioteca Nacional da Agricultura (Binagri) é hoje uma das maiores bibliotecas da América Latina especializada em agricultura. Criada em 1909, a Biblioteca do Ministério da Agricultura abriga um acervo de 400 mil exemplares, entre livros, revistas, vídeos, CD-ROM e legislações.

Documentos emitidos desde o tempo do Império, como o primeiro relatório do ministério, escrito em 1862, fazem parte do acervo. Também é possível encontrar as certidões da educação e toda pesquisa de ensino no país já que, durante muitos anos, o ensino profissional brasileiro foi atribuição do Ministério da Agricultura.

Temas como transporte, estradas e imigração também estiveram sob responsabilidade da pasta. Por conta disso, os registros de imigrações, como a chegada dos japoneses em 1908, estão guardados no local.

Funcionários famosos

Entre os documentos importantes destaca-se a nomeação do escritor Machado de Assis como servidor do ministério. Funcionário do quadro por mais de 40 anos e responsável pela imigração, foi com sua experiência no órgão que o escritor criou toda sua base de informações sobre escravos. Também passaram pelo quadro de servidores do ministério o cantor e compositor Renato Russo e Francisco Cândido Xavier, conhecido como Chico Xavier. Este último foi funcionário do Laboratório Nacional Agropecuário, em Pedro Leopoldo (MG).

Acervo

Na biblioteca está disponível a coleção completa da revista A Lavoura, que teve seu primeiro número em 1900. A coletânea tem informações históricas como uma matéria sobre a primeira exposição internacional de aparelhos a álcool. A biblioteca do Ministério da Agricultura também abriga exclusivamente títulos do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) no Brasil e é biblioteca depositária da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO).

Além das publicações, a Binagri possui uma base com quase 260 mil documentos agrícolas registrados no sistema Agrobase.

Biblioteca do STF comemora 120 anos


Fonte: Consultor Jurídico. Data: 26/10/2011.

URL: http://www.conjur.com.br/2011-out-26/biblioteca-stf-faz-120-anos-exposicao-narrando-historia

Nesta quarta-feira (26/10), o Supremo Tribunal Federal inaugurou uma exposição para comemorar os 120 anos da Biblioteca da Corte. Painéis e vitrines dispostos no local irão mostrar a história da biblioteca, bem como informar sobre serviços, produtos e instalações anteriores. A exposição, que integra as comemorações pelos 120 anos do STF, terá duração de um mês.

Atualmente, a biblioteca da Suprema Corte brasileira conta com um acervo de aproximadamente 100 mil títulos, voltados essencialmente para a área jurídica. O setor também atende, em média, 3 mil pedidos de pesquisas e cerca de 1 mil empréstimos a cada mês.

História

A Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal é considerada uma das mais importantes e completas do país na área de Direito. A origem da biblioteca se confunde com o nascimento do próprio STF, pois o primeiro regimento interno da Corte, de 1891, já mencionava o funcionamento dessa unidade.

Instalada inicialmente na sede do STF na cidade do Rio de Janeiro, a biblioteca foi transferida para Brasília juntamente com a Corte, em 1960, ano que foi inaugurada a nova capital federal.

A biblioteca foi oficialmente batizada com o nome do ministro Victor Nunes Leal em 2001, para homenagear o magistrado por sua contribuição para a sistematização das decisões predominantes do tribunal por meio das súmulas, das quais foi o grande idealizador. Ele também ficou conhecido por suas arrojadas ideias de racionalização da pauta de julgamentos, pelo empenho em atualizar a publicação da Revista Trimestral de Jurisprudência e, ainda, por ser um reformador dos procedimentos da instituição, a fim de tornar a prestação jurisdicional mais célere e precisa.

As obras da Biblioteca estão disponíveis a estudantes, historiadores, advogados, juízes, servidores públicos e demais interessados na área do Direito, que poderão ter acesso a obras raras como as das coleções especiais de juristas brasileiros. Entre eles, estão Pontes de Miranda, Hahnemann Guimarães e Levi Carneiro. Há, ainda, um catálogo de obras em alemão. A obra rara mais antiga existente na Biblioteca é "Orationi", de Cícero, que foi editada em 1556 e integra a coleção Pontes de Miranda.

Acervo digital

A secretaria de documentação do STF, responsável pela Biblioteca, desenvolveu um projeto de digitalização das obras, com o objetivo de preservar as coleções de obras raras e agilizar o acesso dos usuários aos livros.

No portal do STF, na opção "Biblioteca", seguida de "Biblioteca digital", está disponível o acesso a quatro coleções: Obras Completas de Rui Barbosa, composta por 137 livros de sua autoria, Obras Raras, Obras em Domínio Público e Publicações Institucionais. Basta clicar no link, para ter acesso a todo esse conteúdo.

Os produtos digitais da biblioteca não estão restritos às obras digitalizadas. Incluem, também, pastas dos ministros, bibliografia e jurisprudência temáticas, linha sucessória, banco de atos normativos, banco de tratados de extradição, regimentos internos anteriores, emendas constitucionais, guia de direito constitucional, pasta do STF, entre outros.

O acervo digital tem, ainda, documentos de outras áreas do Supremo, como peças do museu, processos e documentação histórica.

Atendimento

A Biblioteca do STF atende a todos os interessados, sendo o empréstimo de livros permitido apenas aos servidores do Tribunal e a bibliotecas situadas no Distrito Federal, mediante cadastro. Porém, o acesso para consulta ao acervo é aberto a todos os cidadãos, ficando impossibilitado apenas o empréstimo domiciliar.

Caso os usuários externos tenham interesse em determinado conteúdo, podem solicitar cópia do material desejado, enviando o pedido para o e-mail biblioteca@stf.jus.br, com indicação da referência bibliográfica e com os dados do endereço postal para remessa das cópias. O bibliotecário faz a separação do material de interesse e encaminha as informações necessárias para o pagamento, como o valor total referente às cópias e aos custos de postagem.

Todos que procuram a Biblioteca são orientados sobre a localização dos materiais do acervo e sobre o banco de dados. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 11h às 19h, no Anexo II, primeiro andar, do STF.

26 de out de 2011

Open Library: 750 mil livros para download

Open Library é um projeto sem fins lucrativos do Internet Archive e da Fundação Austin, que consiste na disponibilização de milhares de livros para download legal ou leitura on-line. Atualmente são 750 mil exemplares e, embora a língua predominante seja a inglesa, podem ser encontrados livros em cerca de 40 idiomas. Também faz parte do acervo preciosidades históricas dos séculos 15, 16, 17 e 18.
Maiores detalhes no URL: http://openlibrary.org/subjects/accessible_book

Banco de dados sobre aves do Brasil

WikiAves é o maior banco de dados sobre as aves do Brasil. São mais de 250 mil fotos e 16 mil registros de sons, de 1700 espécies. O projeto foi criado com o objetivo de apoiar a comunidade de biólogos e observadores de aves brasileiras. Os observadores cadastrados no WikiAves podem publicar fotos e sons colaborativamente. As aves estão categorizadas por nomes, espécies, regiões, Estados ou podem ser buscadas por cidades. O sítio também traz sugestões de cuidados e de como denunciar maus tratos e comercialização ilegal de animais silvestres.
Maiores detalhes no URL: www.wikiaves.com.br

200 anos da Biblioteca Pública [Bahia]


Fonte: Tribuna da Bahia. Data: 25/10/2011.


Um cortejo percussivo e literário do Campo Grande ao Barris abre as festividades organizadas pela Biblioteca Pública do Estado para comemorar o Dia da Cultura, 5 de novembro. Neste dia, a primeira biblioteca pública da América Latina encerra os festejos do ano do seu Bicentenário e celebra quatro décadas do prédio próprio, localizado no bairro dos Barris. O evento começa às 9h, com concentração na Praça do Campo Grande.

Realizada há 4 anos, a lavagem “profano-literária”, como ficou conhecida, já faz parte do calendário baiano e marca o início da programação do Novembro Negro, série de eventos que marcam o mês da Consciência Negra. A lavagem reúne centenas de pessoas, que acompanham o cortejo puxado por um mini trio e formado por baianas, poetas, escritores, artistas, estudantes e populares. O tema desta edição é “Ler é uma viagem. Embarque nessa!”.

Assim, durante todo o trajeto, o livro e a literatura serão divulgados através dos artistas e da presença do veículo da Biblioteca Móvel. O evento será encerrado com o ato simbólico de lavagem da escadaria da Biblioteca, além de uma série de show musicais no Quadrilátero. Para garantir a animação do evento antes da saída do cortejo, ainda na concentração, o grupo "Kem Samba Vem" convida todos a participar. Para puxar o cortejo, o grupo "Os Multipétalos" e o cantor Mikael Mutti com o seu "Percussivo Mundo Novo" estão confirmados, no minitrio. Já no Quadrilátero às 13h, a cantora Márcia Short fará um show especial celebrando os 200 anos da Biblioteca. Para encerrar a festa, às 15h, o cantor Magary Lord vai subir ao palco e colocar todo mundo para dançar.

25 de out de 2011

Novo número: Encontros Bibli

 Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação acaba de publicar seu último número em http://www.periodicos.ufsc.br/index.php/eb.

Sumário do v. 16, n. 32, 2011:

Editorial. Adilson Luiz Pinto, Márcio Matias

Artigos:

Aspectos conceituais da multidisciplinaridade e da interdisciplinaridade. Lucinéia Maria Bicalho, Marlene Oliveira

Produção do Conhecimento sobre o Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas SEER no Brasil nos anos de 2003 a 2010. Maria Helena Machado de Moraes, Angélica Conceição Dias Miranda

Uso e expectativas sobre o sistema eletrônico de editoração de revistas (SEER). Rodrigo Rodrigues Souza, Miguel Ángel Márdero Arellano

Portal corporativo interno de um hospital universitário: um estímulo à aprendizagem organizacional. Valeria Maria Gataz Sguario, Maria Inês Tomaél

Visualização da Informação na construção de interfaces amigáveis para Sistemas de Recuperação de Informação. Jessica Monique de Lira Vieira, Renato Fernandes Correa

Representação Cartográfica Dinâmica Online: análise da atividade editorial em inteligência econômica na França. Lillian Alvares, Luc Quoniam, Charles-Victor Boutet

Avanços e perspectivas da infometria e dos indicadores multidimensionais na análise de fluxos da informação e estruturas do conhecimento. Dirce Maria Santin.

24 de out de 2011

Diretrizes éticas para a pesquisa


O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) divulga o relatório da Comissão de Integridade de Pesquisa do CNPq, que definiu um conjunto de diretrizes para promover a ética na publicação de pesquisas científicas e estabelece parâmetros para investigar eventuais condutas reprováveis.
A comissão, coordenada pelo diretor de Ciências Agrárias, Biológicas e da Saúde do CNPq, Paulo Sergio Lacerda Beirão, foi criada em maio último, após denúncia de fraude em publicações científicas envolvendo pesquisadores apoiados pela instituição. De acordo com o presidente do CNPq, Glaucius Oliva, “diante da inexistência de normas internas específicas e instrumentos estabelecidos para o tratamento adequado de ocorrências desta natureza, a Diretoria Executiva decidiu criar uma Comissão Especial, com a missão de propor recomendações e diretrizes sobre o tema da Ética e Integridade na Prática Científica”.
Segundo Beirão, o CNPq constituirá uma comissão permanente para difundir informações sobre pesquisa ética, principalmente sobre o ponto de vista da publicação científica. O mesmo grupo se encarregará de analisar as denúncias que chegarem à instituição. As regras propostas prevêem que as denúncias de infrações serão submetidas a um juízo prévio da comissão permanente. Se julgadas verossímeis, o CNPq criará uma comissão extraordinária de especialistas para análise do caso. A Comissão entende que é preciso cuidado “para não se estimular denúncias falsas ou infundadas”. “A investigação não caberá à instituição onde o cientista trabalha”, informa Beirão, “pois queremos garantir imparcialidade”, destaca.
O texto proposto tipifica quatro condutas ilícitas, a falsificação, a fabricação de resultados, o plágio e o autoplágio, este definido como a republicação de resultados científicos já divulgados como se fossem novos, sem informar a publicação prévia. Condena também a inclusão de pessoas como autores, que só tenham emprestado equipamentos ou verba, sem participação intelectual no artigo científico.
As punições para os delitos mais graves incluem a suspensão de financiamento por meio de bolsas e, eventualmente, a devolução do recurso investido pelo CNPq no trabalho. O diretor Beirão explica que a instituição é uma agência de fomento, não pode demitir pessoas ligadas a outras entidades, “o máximo que conseguimos é cortar o investimento”.
Como parte das ações preventivas, o CNPq deve estimular que disciplinas com conteúdo ético e de integridade de pesquisa sejam oferecidas nos cursos de graduação e pós-graduação.
Maiores detalhes no URL: www.cnpq.br/normas/lei_po_085_11.htm

Outubro: Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Fonte: Jornal da Mealhada (Portugal). Data: 23/10/2011.
As Bibliotecas Escolares de todo o mundo celebram em outubro o "Mês Internacional da Biblioteca Escolar", segundo os princípios estabelecidos pela Associação Internacional das Bibliotecas Escolares.
O Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares, em Portugal, decidiu declarar o dia 24 de outubro como o Dia da Biblioteca Escolar, reservando este dia para a realização de atividades específicas, embora também se possa levar a efeito iniciativas nos outros dias do mês.
O lema adotado este ano pela IASL foi "Bibliotecas Escolares. Saber. Um poder para a vida", evidenciando a filosofia que preside à criação e manutenção de uma rede de bibliotecas em todas as escolas do país: o desenvolvimento de competências básicas na área da pesquisa e organização da informação de forma a que os alunos levem para a sua vida futura "o poder" de construir autonomamente o seu conhecimento.
As bibliotecas escolares do concelho da Mealhada irão desenvolver atividades neste âmbito ao longo do mês de outubro

22 de out de 2011

As primeiras páginas dos jornais de hoje em todo o mundo.

Cada bolinha laranja nos mapas dos continentes são jornais de cidades daquele estado ou País; você clica e todos os dias têm a 1ª página de cada jornal. Ao posicionar sobre a bolinha desejada, ao lado aparece a 1ª página dos jornais. Clicando sobre a bolinha, você tem a página em tamanho maior, para facilitar a sua visualização. E na parte superior da página ampliada está o link para acessar o jornal!
http://www.newseum.org/todaysfrontpages/flash/

Evento: XII ENANCIB

A Abertura do XII ENANCIB ocorrerá às 17h deste domingo, dia 23 de outubro, no Museu Nacional, na Esplanada dos Ministérios em Brasília - DF, durante a qual será proferida a Conferência "10 Pillars of Knowledge", pelo Dr. Chaim Zins (Knowdlege Mapping Research, Israel). Chaim Zins é um estudioso, um educador e um artista conceitual, que o convida a se juntar a ele numa jornada intelectual ricamente ilustrada, objetivando mapear o conhecimento humano
A cerimônia terá acesso franqueado ao público em geral e a conferência terá tradução Resumo da Conferência
O conhecimento humano está em constante crescimento à medida que descobrimos novos horizontes. Novos campos emergem enquanto concebemos idéias inovadoras, melhoramos nossos métodos científicos, inventamos novas tecnologias e conquistamos novos mundos. Neste emaranhado complexo de conhecimentos detalhados, estamos ansiosos para ver o "quadro completo" e as relações lógicas entre os principais campos. "10 Pilares do Conhecimento" é um mapa hierárquico, sistemático e abrangente do conhecimento humano. Representa a multiplicidade de todos os campos que estabelecem a nossa herança cultural e científica. A palestra descreve um percurso intelectual que visa mapear o conhecimento humano. Ao longo da nossa jornada que irá mapear tal conhecimento, são discutidos os significados dos conceitos básicos que fundamentam a ciência e a escolástica, a linguagem e a arte, a cultura e religião, visando olhar para centenas de campos que compõem o conhecimento contemporâneo.

Evento: Encontro Nacional de Educação em Ciência da Informação

Realização: ABECIN - Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação
Dia 23 de outubro de 2011
UnB - Brasília - DF
Inscrições gratuitas
PROGRAMAÇÃO
Período da Manhã - INTEGRAÇÕES
8h30 - 8h45 - Abertura
Integração: Arquivologia, Biblioteconomia e Museologia
8h45 - 9h15 - Carlos Alberto Ávila Araújo
9h15 - 9h45 - José Augusto Chaves Guimarães
9h45 - 10h05 - Debate
10h05 - 10h20 - Intervalo
Integração: Graduação e Pós-Graduação
10h20 - 10h50 - Henriette Ferreira Gomes
10h50 - 11h10 - Debate
Integração: ABECIN e demais entidades da área da CI
11h10 - 11h40 - Francisco das Chagas de Souza
11h40 - 12h00 - Debate
Período da Tarde – FORMAÇÃO
EAD
13h30 - 13h55 - Celia Regina Simonetti Barbalho
13h55 - 14h15 - Debate
Estágio
14h15 - 14h40 - Carlos Cândido de Almeida
14h40 - 15h00 - Debate
Avaliação: curricular, docente e discente
15h00 - 15h25 - Oswaldo Francisco de Almeida Júnior
15h25 - 15h45 - Debate
15h45 - 16h00 - Encerramento

Cidade do Livro é lançada em Três Lagoas

Fonte: Jornal Dia a Dia. Data: 19/10/2011.
URL: http://www.jornaldiadia.com.br/jdd/index.php/tres-lagoas/74803-cidade-do-livro-e-lancada-em-tres-lagoas
Nesta quarta-feira (19), na Biblioteca Municipal Rosário Congro foi lançado o Projeto Cidade do Livro, uma parceria da Prefeitura de Três Lagoas e o IIP (Instituto International Paper). O evento acontecerá no recinto da Arena Mix entre 31 de outubro e 11 de novembro e tem como objetivo incentivar a leitura.
Três Lagoas será a primeira cidade do Estado a receber o projeto itinerante. Durante os 11 dias de programação, cerca de sete mil crianças com idades entre cinco a dez anos da rede pública de ensino, além de filhos de profissionais da International Paper, terão a oportunidade de desfrutar das atrações da Cidade do Livro.
Segundo a organização, a estrutura terá 275 metros quadros e contará com vários ambientes temáticos, possibilitando a interação das crianças com as histórias, além de ativar a imaginação delas.
A prefeita Márcia Moura, que esteve no local para assinar o documento de lançamento, diz ser uma felicidade receber o projeto. “É bom ver a oportunidade que crianças três-lagoenses estão tendo em conhecer o mundo da leitura. Essa é uma ótima maneira de mostrar o quanto é bom ler um livro. Afinal, quem lê está na frente no mercado e na sociedade”, ressalta. A prefeitura cederá o recinto para a montagem da Cidade e o transporte das crianças até o local.
PROJETO
Segundo Cláudio Amadio, idealizado do projeto itinerante, cerca de 500 mil visitantes já passaram pelos stands da Cidade do Livro em São Paulo (SP), onde fica a sede do projeto.
 “Em 2003 surgiu a ideia de criar o projeto itinerante, uma replica para ser levado a outros locais do país. Somente com essa ação já foram atendidas mais de 120 mil crianças”, explica Amadio.
ATRAÇÕES
Durante o evento, serão seis apresentações diárias, tendo capacidade de comportar 125 crianças em cada demonstração. Nos ambientes denominados de “Cantinho da Leitura”, “Prefeitura”, “Casa da Vó Cotinha”, “Oficina de Arte” e “Castelo das Delícias”, personagens (atores) darão vida as histórias dos livros.

Detentos do presídio de Araxá ganham unidade de atendimento e biblioteca

Fonte: Jornal Araxá (MG). Data: 19/10/2011.
URL: www.jornalaraxa.com.br/noticias/?SESSION=noticias&PAGE=noticia&ID=2183
O sonho de voltar a estudar e ter uma profissão está mais próximo para o detento Carlos José Teixeira, de 47 anos, do Presídio Regional de Araxá. Nesta terça-feira (18), a Secretaria de Estado de Defesa Social (SEDS) inaugurou uma Unidade de Atendimento ao Preso no presídio em que ele cumpre pena. A estrutura conta com duas salas de aula para ensino regular e profissionalizante, com capacidade para 20 alunos em cada turno, podendo atender até 150 internos. No espaço há também uma mini fábrica de enxovais para gestantes que necessitam de ajuda e um hospital de brinquedos danificados, que serão doados aos filhos dos detentos e às crianças carentes do município.
A construção da unidade de atendimento foi uma iniciativa da direção do presídio e contou com apoio da comunidade, do Conselho de Segurança Pública (CONSEP) e empresários locais. A obra foi realizada pelos detentos. “Não importa onde você parou. O que importa é que sempre é possível e necessário recomeçar. Se um passo pode desfigurar o seu destino, o passo seguinte poderá redefini-lo e oferecer um novo significado”, disse Carlos Teixeira.
Presente ao evento de inauguração, o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, ressaltou que a ressocialização e a humanização do sistema prisional é a missão do Governo de Minas. “É nessa direção que estamos trabalhando e vamos continuar caminhando. A ajuda de parceiros, como a comunidade de Araxá, tem sido fundamental para que o Estado obtenha resultados positivos nessa área”, ressaltou.
O diretor geral do presídio, Marcelo Lima, também agradeceu o apoio de todos os que contribuíram na construção da unidade de atendimento. “A educação é a liga que une a cultura ao homem e, quando se constrói uma escola, um ponto de luz se levanta no mundo”.
Biblioteca
No novo espaço de atendimento ao preso também foi inaugurada uma biblioteca com capacidade para cerca de oito mil livros e que recebeu o nome de Biblioteca Lafayette de Andrada.

Ó, Minas Gerais

Fonte: O Globo. Data: 20/10/2011.
Autor: Ancelmo Góis.
Frei Betto doou ontem à Biblioteca Nacional 66 edições estrangeiras diferentes de seus livros em 23 idiomas, informa Ancelmo Gois. O mais traduzido é Fidel e a religião. A ideia inicial era doar à Biblioteca da Universidade Federal de Minas. Mas os mineiros desdenharam.

19 de out de 2011

Curso em Brasília: Unidades de informação na Web 2.0

Após um ano de sucesso em sua versão on-line,
4ª turma presencial! Oficinas com um micro por aluno. Apenas 12 vagas!
Instrutoras: Renate Landshoff (presencial) e Suely de Brito Clemente Soares (à distância).
Datas: 5-6/dez/2011 [esgotado] 7-8/dez/2011 ainda temos vagas.
Horário: 8h30 às 12h30 – 14h às 17h30
Local: Via Appia, SIA/Sul, Quadra 4c, N. 56, Salas 201/203, Brasília, DF
Informações e Inscrições:
Fone: (0xx11) 6471-6556 – São Paulo, SP

Senado homenageia 200 anos da Biblioteca Nacional

Fonte: Agência Senado. Data: 18/10/2011.
Autor: Ricardo Icassatti.
O Plenário do Senado homenageou, na abertura da sessão desta terça-feira (19), os 200 anos da Biblioteca Nacional, completados em 2010. A instituição nasceu oficialmente em 29 de outubro de 1810, com a edição de um decreto determinando a construção da Real Biblioteca no Brasil, para abrigar acervo trazido pela família real em 1808.
Sarney inaugura exposição sobre os 200 anos da Biblioteca Nacional
O senador Geovani Borges (PMDB-AP) lembrou que, em 1990, a Biblioteca Nacional se uniu à Biblioteca Euclides da Cunha, no Rio de Janeiro, e à Biblioteca Demonstrativa, em Brasília, para constituir a Fundação Biblioteca Nacional (FBN).
De acordo com Geovani, a FBN é responsável pela coordenação e o incentivo ao uso do sistema internacional de numeração de livros (ISBN) e pela atribuição de códigos às editoras e às publicações nacionais para efeito de divulgação e comercialização. Além disso, é depositária legal de um exemplar de todas as publicações feitas no Brasil, assegurando o registro e a guarda da produção intelectual nacional.
- Em 2006, foi criada a Biblioteca Nacional Digital, concebida como um ambiente onde se integram todas as suas coleções digitalizadas, o que situa a Fundação Biblioteca Nacional na vanguarda das bibliotecas do mundo – acrescentou.
O presidente da Fundação Biblioteca Nacional, Galeno Amorim, agradeceu a generosidade da homenagem, que promoveu o encontro de “dois agentes civilizadores, da formação e da transformação da nação brasileira”, referindo-se à Biblioteca do Senado, apenas 15 anos mais nova que a Biblioteca Nacional. Para Amorim, ambas surgiram num momento de mudanças profundas e determinantes.
- O Brasil começou a deixar de ser uma colônia absolutamente iletrada para dar os primeiros passos no rumo de transformar-se, a despeito de todos os reveses e tropeços, em nação independente e civilizada. Os brasileiros têm do que se orgulhar na sua Biblioteca Nacional. Ela está entre as dez maiores do mundo. Temos lá verdadeiras preciosidades que abraçam nada menos do que mil anos do conhecimento acumulado pela humanidade – afirmou Amorim.
A ministra da Cultura, Ana de Holanda, destacou o papel da Biblioteca Nacional no desenvolvimento cultural do país.
- Um país desenvolvido é aquele que, mais que preservar, sabe valorizar seus bens culturais e trabalha para permitir o pleno acesso de sua população aos registros culturais.
Ana de Holanda comemorou também a parceria celebrada entre o Senado e a Biblioteca Nacional que permitiu a realização no Congresso Nacional da exposição “Biblioteca Nacional 200 anos, uma defesa do infinito”. Na exposição, os visitantes do Congresso poderão conhecer uma parte do acervo de obras raras da Biblioteca Nacional, que contém livros, manuscritos, partituras, mapas e gravuras de valor inestimável.
Ao final da sessão, o presidente do Senado, José Sarney, disse considerar um dever da Casa, como representante da federação e do povo brasileiro, homenagear a Biblioteca Nacional na comemoração dos 200 anos de sua criação.
Sarney recordou os momentos mais importantes da história da Biblioteca Nacional, desde o recebimento das primeiras cargas de livros em 1810 e 1811, passando pela ação fundamental de D. João VI de aquisição de bibliotecas inteiras no estrangeiro, que permitiu o crescimento rápido do acervo da instituição.
De acordo com Sarney, devido à falta de um local próprio para se instalar a biblioteca, inicialmente se cogitou em utilizar as catacumbas do Convento do Carmo, mas o acervo acabou ficando no antigo hospital do convento. Somente em 1905, lembrou, o governo de Rodrigues Alves determinou a construção do prédio na Avenida Rio Branco, onde a biblioteca permanece até hoje.
Sarney destacou ainda alguns livros do acervo da Biblioteca Nacional que fazem parte da exposição que a instituição inaugura nesta terça-feira (18) em Brasília, em parceria com o Senado, como o Livro das Horas de Dom Fernando, manuscrito de 1376, ilustrado pelo italiano Spinello Spinelli.

BID: escolas da América Latina e do Caribe têm infraestrutura precária

Fonte: Agencia Brasil. Data: 18/10/2011.
URL: http://noticias.terra.com.br/educacao/noticias/0,,OI5420683-EI8266,00-BID+escolas+da+America+Latina+e+do+Caribe+tem+infraestrutura+precaria.html
A infraestrutura e o acesso a serviços básicos de eletricidade, água, esgoto e telefone são "altamente deficientes" nas escolas da América Latina e do Caribe. Em 40% das escolas públicas e privadas, não há biblioteca, 88% não têm laboratório de ciências, 65% não contam com salas de informática e 35% não oferecem espaço para prática esportiva. Os dados constam do relatório Infraestrutura Escolar e Aprendizagem da Educação Básica Latino-Americana, lançado nesta terça-feira pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
O estudo leva em consideração informações sobre 16 países, incluindo o Brasil. Uma das conclusões é que há grande disparidade entre a infraestrutura disponível nas escolas particulares em relação à rede pública e ainda entre as que se localizam nas cidades em comparação às do campo.
A condição dos estabelecimentos de ensino que atendem à quinta parte mais pobre é ainda mais grave. Segundo o relatório, só a metade deles tem acesso à água potável e eletricidade, apenas 4% têm acesso à linha telefônica, mais da metade não têm biblioteca e quase nenhum tem laboratório de ciências, ginásio de esportes ou sala de computação. "Essas deficiências minimizam o potencial da escola em mitigar ou compensar as iniquidades que as crianças trazem de casa, já que muitas dessas carências estão replicadas nos lares dos estudantes", aponta.
A comparação entre os países mostra que aqueles localizados na América Central apresentam os maiores déficits nos parâmetros medidos, seguidos pelo Paraguai e Equador, na América do Sul. Na outra ponta, estão os países do Conesul (Chile, Argentina e Uruguai), que contam com a melhor infraestrutura física. O Brasil, assim como o México e a Colômbia, ocupa posição intermediária entre as variáveis analisadas. O estudo destaca que, no Brasil, menos de 10% das escolas têm laboratórios de ciências, situação que se repete em El Salvador, na Nicarágua e Costa Rica.
O estudo também relaciona a infraestrutura das escolas com o desempenho dos alunos a partir do Segundo Estudo Regional Comparativo e Explicativo (Serce), espécie de teste que foi aplicado a quase 200 mil alunos de três mil escolas da região. A principal conclusão é que aqueles que estudam em unidades mais bem equipadas têm um melhor aprendizado.
Um dos fatores que está mais "consistente e positivamente" relacionado com a pontuação dos alunos no Serce, segundo o relatório, é a presença de áreas de estudo como laboratórios de ciências, biblioteca e sala de computação na estrutura escolar. O relatório estima que haverá uma variação de cerca de 20 pontos na nota de um aluno de uma escola que conte com todos esses recursos em comparação à outra que não tenha nenhum desses insumos.

18 de out de 2011

Logomarca para a Biblioteca Pública de Mato Grosso

Concurso selecionará logomarca do centenário da Biblioteca Estevão de Mendonça
Fonte: 24Horas News. Data: 17/10/2011.

Em 2012 a Biblioteca Pública Estadual Estevão de Mendonça completará um centenário de existência. Para comemorar em grande estilo, a Secretaria de Estado de Cultura abre o concurso de seleção da Logomarca Comemorativa do Centenário da Biblioteca propiciando a apresentação de propostas que venham a caracterizar e identificar visualmente a Instituição, projetando-a em nível local, nacional e internacional. A proposta da logo deve trazer como slogan “Um Século de Cultura”.

17 de out de 2011

Seminário sobre Gestão Eletrônica de Documentos

 GED/ECM, nas cidades:

FORTALEZA: 27 e 28 de outubro
Belo Horizonte: 17 e 18 de novembro
SALVADOR: 24 e 25 de novembro
RIO DE JANEIRO: 01 e 02 de dezembro (solicitar folheto pelo email todeska@planetarium.com.br)
Informações no site: www.kappelconsultoria.com.br
Todeska Badke
Coord de Programas de Capacitação
Bibliotecária
CRB-6/1100